"Trem invisível" pode começar a operar no Japão em 2018

Imagem meramente ilustrativa divulgada pela empresa empresa Seibu Railway Co. (Foto: Divulgação)
O Japão já está pensando em como os meios de transporte de massa serão no futuro. No ano passado, o governo japonês anunciou a implementação de linhas que farão circular trens-bala a 580 km/h. Para se ter uma ideia do absurdo desta velocidade, os trens do metrô de São Paulo circulam a 87 km/h, no máximo. Como se não bastasse se a rapidez, a empresa Seibu Railway Co. revelou que está construindo um trem invisível!


Idealizado pelo arquiteto Kazuyo Sejima, da empresa Sanaa – que recentemente recebeu o Pritzker Prize, o Nobel da arquitetura -, o trem, obviamente, não será completamente invisível nem será transparente. A ideia de Sejima é construir um veículo reflexivo, que se misturará ao entorno, refletindo o ambiente externo com o uso de painéis solares, painéis transparentes e micro espelhos.

Infelizmente, ainda não há detalhes sobre o que vem por aí, provavelmente porque a empresa e o arquiteto não querem contar ao mundo como se faz um trem invisível antes mesmo de provarem que são capazes de fazê-lo. Um dos únicos detalhes informados pela empresa diz respeito à aplicação da inovação estética. De acordo com a Seibu Railway Co., os painéis e micro espelhos poderão ser adicionados a trens que já operam, não se fazendo necessária a construção de novos veículos.

O trem Red Arrow, que cobre 178 quilômetros intermunicipais no Japão, foi o escolhido para ser adaptado. O veículo invisível deve começar a operar em 2018, quando o Red Arrow completa 100 anos.

“Os trilhos do Red Arrow passam por cenários muito diferentes, das montanhas de Chichibu ao centro de Tóquio, então achei que seria bom se o trem pudesse gentilmente coexistir com essa variedade de belos lugares”, explica o arquiteto Sejima, em um comunicado sobre o projeto, que foi enviado à imprensa.

Fonte: http://revistagalileu.globo.com